quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Aos importantes...

Gostaria que cada pessoa que me foi importante soubesse a forma que a tenho comigo, soubesse a forma do sentimento, respeito, admiração, aprendizado. Soubesse o tamanho da marca que cada um deles teve mas que por muitas vezes não consigo demonstrar como gostaria. Não porque não o queira fazer, muitas vezes, quando me lembro de alguma passagem da minha vida penso na hora o quanto gostaria de compartilhar minha lembrança com esse alguém, saber se ele se lembra de como foi, e dizer que aquele momento, mesmo que tenha sido tão breve, guardo pra sempre em minhas memórias, entre tantos outros que foram decisivos para quem hoje sou.
Queria que eles soubessem que estão nas histórias que conto, que se refletem em atitudes que tenho, em pensamentos, em sentimentos, e de alguns detalhes que eles podem nem se lembrar, que talvez eles nunca saibam que aquele momento me marcou para uma vida. O quanto é bom e importante tudo isso.
Não falo apenas das coisa boas, também lembro daqueles me deram problemas, que me criam barreiras e por vezes tentaram me prejudicar, e como hoje consigo rir de situações tão inusitadas que ao contrário de me prejudicar, me ajudaram a crescer, contribuíram me fazendo pensar em soluções, em lições do lado difícil da vida, onde tive que aprender a intensidade da palavra confiança, e entender que desconfiança não é sinal de desrespeito, mas sim de autodefesa.
Assim, com o tempo tive a certeza de que não importa o que se faça na vida, tudo volta para você ao seu tempo, de alguma forma, como os inúmeros pedidos de desculpas que deixei de fazer, que caráter é fundamental para se viver em paz consigo mesmo, e que amigos são fundamentais para determinar isso.
É ironicamente engraçado ver que me uso de exemplos tão cretinos para exemplificar a amigos situações, mostrando que até mesmo as pessoas mais cretinas tem um papel importante na vida, exemplificando o lado podre das pessoas, mostrando que no final raiva e o ódio podem ser substituídos por pena em várias situações. Mas isso tudo é possível por tantas outras boas histórias, muitas delas surpreendentes que me mostraram o valor que as pessoas podem ter e como várias vezes não devemos nos deixar levar pelo que parece ser, que bondade, honestidade, amor, amizade podem vir de onde não imaginamos. Quantos momentos me surpreenderam e me fizeram refletir na minha maneira de ver a vida, principalmente de saber viver a vida.
Mas no final as recordações boas superam as ruins, que toda boa histórias acaba em boas risadas, como isso tudo faz tão bem, e ainda se lembrar de momentos tão distantes surpreendendo-se por ainda ter essas recordações.
Bom seria mesmo se eu pudesse falar isso a todos que se fizeram importantes, juntando os momentos incríveis, mesmo aqueles que passaram tão brevemente e mesmo assim deixaram grandes marcas. Dizer àqueles que podem hoje pensar que estão distantes ou esquecidos, mas não fazem ideia do tamanho de sua importância, mesmo aqueles que ainda perto pareçam hoje distantes, e não tem a certeza do quanto eu os considero, e muito daqueles que hoje estão sempre por perto e presentes, mesmo esses não devem saber ao certo como eu os necessito e como sou grata por todos nossos bons e maus momentos.
Mas falar seria apenas uma maneira de informá-los, pois palavras não seriam suficientes para demonstrar o todo, e definir acabaria limitando tamanha importância. Prefiro então assim, como há de ser, como sempre foi, no meu jeito de agradecer, vivêndo-os.


By Keity Renata Batista

Nenhum comentário:

Postar um comentário