quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

P/ meus amigos...


É.. Faltando1 dia para acabar o ano e eu vou deixar alguns agradecimentos...
O ano de 2010 foi sem sombra de dúvidas, um ano, cheio de situações amadurecedoras e surpreendentes, cheio de experiências MESMO! Quando eu penso em quem agradecer, logo me vem Deus e a família.
Minha família, essa sem dúvida é a melhor, mesmo com as mínimas brigas a gente se dá bem demais! Obg. Mesmo, principalmente por esse ano!Tenho que agradecer também á minha segunda família né? .Os meus AMIGOS. Com eles passei quase todos os momentos..,risadas,festas, situações e até choramos..
O ano de 2010 deu uma reviravolta na minha vida. E cada um que desse ano fez parte, contribuíram demais para essa mudança!
Então vamos lá:
kenia e keila: Minhas irmãs!Cada briga, cada conselho ou cada defesa, é nossa, estão e vão ficar guardadas!
Mãe e pai: nem precisa né? MEU TUDO! Vcs sim são a minha vida!
FAMILIAA: TODOS. Sem vcs eu nada seria!
Florzinhaaa (Camila): Já viro companheiraa de sueca!
João: Zâmiga é a nossa amizade, foi a nossa cerveja, foi as nossas musicas,basta a gente saber que quando a gnt morrer vai tocar Beirut,neh?!, e eu amo vc!
Mayne: É o que dizer hein?sao anos e anos de amizades.Falar que eu aprendi com vc seria muito obvio! Agradecer? Eu nem sei se eu devia! Mais valeu, foi quem me ensinou que perder tbm faz parte, e que tudo tem varias versões, mais uma única verdade! Que estar sempre por perto, num quer dizer que devemos ta sempre juntos! Que devemos sempre guardar o que foi bom!“Que a vida é uma mentira, e eu acredito no que eu quiser”! E eu aprendi á acreditar no melhor pra mim! Talvez seja ainda assim. “Sempre por perto”.!
Hígor:Meu cabeleireiro e maquiador preferidoo vc num sabe o quanto foi e é bom ter pessoas que nem vc do meu lado, Desculpa as vezes pela falta ou excesso de stress e “companheirismo”,mais vc não imagina o quanto eu te amo.. Obg. Sempre meu Magrelo mais Sexy do Mundo!
Alexandre (tchuko):O que dizer hein? Eu não sei, não entendo e acho que eu nunca vou entender o pq da ligação ser tão grande, eu admiro demais vc,e eu não sei como explicar, mais sabe quando a pessoa faz diferença pra vc? Então eu to aqui pra agradecer a sua diferença!Pode contar cmg sempre!!;)
Sara: Ques papos hein? Cabeças ou não! aulas chatas, visitas, conselhos, escutas e mais escutas.. obrigada de verdade, vc sabe do seu valor pra mim!
West: Obg. Pelas conversas e deixar eu compartilhar momentos bons ou ate mesmo ruins com vc!
Marco,Pryscilla: Tão comigo sempre,infelizmente me aturam durante a semana todaa, amo mesmo vcs!
Luana: Bom,eu acho que a fase não é muito boa pra eu agradecer ne? Mais apesar de tudo e qualquer coisa eu não deixaria nunca de citar aqui os meus agradecimentos, a gente vacila, eu, vc, todo mundo, e não cabe á ninguém julgar isso..saiba só que mesmo que vc nunca acredite nisso, de todo esse ano a melhor pessoa que eu soube conviver,foi vc!
Marcos Paulo: Bom, eu não sei bem o que dizer á vc,mais sei que posso te agradecer e muito por me ouvir qndo eu mais precisei nos momentos que não consegui levantar a cabeça sozinha,e lógico sem suas cantadas todo dia não sou nada. Obg.!Seu lindo!!!=]
Guu: Eu te amo! E eu odeio essa sua cisma de conquistar as pessoas e depois aparecer só em alguns fds, sinto a sua falta!
Se eu for falar de todos vou acabar me perdendo,então qualquer pessoa que tenha feito um mínimo de parte se considerem também importantes demais pra mim, pq são as mínimas coisas que me engrandece! Aos que ajudaram tbm.. mesmo que não positivamente aqui vai o meu maior agradecimento, talvez o maior deles,é isso que mais me faz crescer! Pq são pessoas assim que me fazem ver os meus principais erros, pq se não decepcionassem tanto, poderiam estar comigo tbm! E eu agradeço por terem me ensinado e não permanecido! No mais..Obg. Mesmo por terem me proporcionado tanta alegria esse ano, pelo muito que cada um me ensinou..Tudo vai ficar comigo!
 


Feliz 2011 Meus Minks...


Ps.minha ultima postagem no ano de 2010 as 00:05hrs.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Leve a vida simplismente...

Não adianta ficar esquentando a cabeça demais. Corra atrás do que você quer. Se não deu certo, é porque não era pra dar. Acredite se quiser, é tudo sistematicamente programado, e não adianta ir contra, você vai quebrar a cara.
Relaxa, deixa que a vida siga seu curso, como faz o rio. As águas passam, desembocam no mar. Quer coisa melhor? E o mar leva embora tudo o que há de ruim.
'Leve com você só o que foi bom, ódio e rancor não dão em nada, nada.' como diz uma música.

Tá difícil? Eu que o diga. Sei que não é fácil, mas aguente. Com certeza a recompensa vale a pena. Pra que ir até o fim do arco íris, se você não vai pegar o pote de ouro? Interprete como quiser, não teria graça se você apenas concordasse comigo.

Acha justo? Ótimo. Não acha? Bata o pé. Você faz quem é, e ninguém mais. Ninguém pode fazer por você o que deve ser feito. E tudo se torna muito mais fácil, just believe in yourself.

Simples, e mais nada. 20:18hrs

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

...


Sinto-me tão mal hoje... sei exatamente o porquê, só sei que estou me sentindo profundamente triste... Estou me sentindo cansada da minha vida, dos meus erros, dos meus planos que nunca dão certo, das minhas expectativas que terminam sempre em frustrações... Queria sumir do mundo, queria ir para um lugar onde ninguém me conhecesse e eu pudesse começar uma nova vida, com novas pessoas, com novos sonhos e esperanças... Queria voltar a ser feliz, tendo alguém ao meu lado.. Não quero mais a vida que eu levo, onde tudo e todos só sabem me criticar e me julgar... Não quero mais!!

domingo, 5 de dezembro de 2010

Nostalgia

Se meus olhos fechassem, se a dor passasse e se a nostalgia sumisse tudo estaria bem. Se aquela angústia dentro de mim fosse apenas um incômodo breve seria mais fácil. Mas me prendia no que passou e no que eu poderia ter dito. Acordar cedo parecia combinar totalmente com aquela quarta-feira. Ou quinta. Que dia era? Merda, segunda. Apenas debrucei sobre a mesa da cozinha e dormi mais. Queria nunca mais acordar, ficar ali para sempre. Só que tinha prometido pra mim mesma que iria esquecer o que passou e continuar. Como se fosse fácil. 
Sentia algo estranho entre meu estômago e meu coração. Inquieto e insistente. Talvez fosse o excesso de remédios que tomei duma vez. Ficaria feliz se morresse de overdose naquele momento. Minhas pernas tremiam, mas queria erguer meu corpo e sair por aí sem destino –  minha vida sempre fui assim, eu sou um pedaço de nada sem destino.
Ela nunca foi minha melhor amiga. Ela nunca foi nada. Nem ela nem ele. As lembranças não temiam em invadir meus pensamentos e lá estava eu quebrando minha recente promessa: eu sabia que nunca a cumpriria. Tantas coisas mal esclarecidas foram deixadas para trás sem qualquer conclusão. Sem adeus ou qualquer palavrão que fosse. De repente estava ali sozinha esperando pelo nada sem destino. Eu precisava parar de chorar.
Abri a porta e me guiei por um perfume que eu amava. Estava por todas as partes. Olá Nostalgia. Só então percebi que o cheiro e as lembranças ainda estavam impregnados. Eu precisava esquecer, mas as lembranças já era parte de mim literalmente. Talvez o cheiro de flores e terra molhada ajudasse. 
Deitei-me ali e esperei ser bombardeada por minhas memórias. Minha promessa não importava mais. Nada importava e eu não sabia o que fazer – de novo. Se eu precisava de alguma coisa naquele momento era mudar. Ou talvez resolver algumas coisas. Os dois. Mudar a mim mesma – e isso não significava apenas cortar meu cabelo ou fazer uma tatuagem– e botar para fora todas aquelas palavras que me sufocavam. Dizer o que queria e complicar mais ainda a situação já que não tinha mais volta. E eu o faria naquele momento mesmo em que o cheiro dele ainda entrava para os meus pulmões e me fazia lembrar-se de seu sorriso pela primeira vez.
Comecei a caminhar meio sem rumo, indecisa. Não sabia se conseguiria. Faltaria coragem e ficaria parada na porta de sua casa e depois correria de volta para meu trabalho arrependida. (Bipolar). Um carro naquela hora seria ótimo. Mas eu tinha pernas – era isso o que meu amigo diziae de repente surgi..
_ Olá senhorita, quer uma carona? – eu deveria olhar para a direção em que vinha aquela voz? Sim, eu deveria.
O amigo sorriu como se me conhecesse há anos mais na verdade me conhecia. Eu sorri de volta ofuscada – ele era absurdamente o meu amigo. Eu poderia aceitar e entrar. Mas algo me prendia ali, algo que eu precisava terminar. Só não sabia o que era. Mas não importava mais, não é mesmo? Quando vi, o vento já tocava meu rosto e já estava correndo sem destino para lugar nenhum. Só que desta vez muito bem acompanhada, acompanhada com essa vida de indecisões que quis escolher os caminhos,não muito feliz e todo mundo a minha volta esta sabendo disso,mas de uma forma ou de outra tenho que levar ela assim desse jeito,correndo dela que tanto me vejo apavorada.. Minha história só começa aqui que estou vendo,dificil mais indo assim mesma,vendo meus passos sendo guiados por mim e sabendo que esta tudo errado.
Editado num domingo agradável ate certo ponto alias,dependendo do que esses certos pontos significam as 22:57hrs.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Fear

Afinal, quem somos nós? Você sabe exatamente quem é você? Eu sei ao exato quem s eu sou? Não, eu não sei.
Hoje, visitando e analisando perfis aleatórios, me deparei questionando como as pessoas se definem com tanta certeza em apenas algumas frases e ponto final. Será que nossa personalidade cabe mesmo em algumas poucas linhas?
Após acordar desse questionamento, eu tentei formar um texto que descrevesse a mim, e confesso, não consegui.
Foi-se o tempo em que eu conseguia me limitar a algumas palavras.
As mudanças pelas quais eu atravesso todos os meus dias, horas e até minutos, não me deixam - nesse momento - formar um parágrafo descritivo sobre mim.
Descobri ser inconstante, muito inconstante.
Posso ser aquela alegre, sorridente, que passou ao teu lado na esquina anterior; e mais à frente, ser aquela desanimada pelas dúvidas da vida, na próxima esquina.
Posso ser aquela que move montanhas para ajudar à todos de manhã; e à tarde, me sentir cansada por não receber nada em troca.
Posso ser isso, aquilo e muito mais.
Conversando com alguém sobre minha personalidade, ouvi dizer que sou uma pessoa cheia de "faces". (Como complemento, disse-me que foi no bom sentido. Várias faces = várias formas.)
Aquela durona, cheia da fortaleza, que se sensibiliza com pequenos detalhes.
Aquela realista, objetiva, centrada, que vive planejando sonhos.
E realmente, eu não pude deixar de concordar.
Sou um tanto intensa. Gosto de extremos.
Vivo minha realidade dentro do sonho que eu própria crio, da minha própria forma, equilibrando meus defeitos, a partir das minhas qualidades.
Mas como pode agradar a todos,é complicado dizer isso,não é mesmo?!


Fica a dica: A gravação do meu celular informa:meus neurônios estão fora da área de cobertura ou desligados.


22:02hs

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Thumbing My Way

"I have not been home since you left long ago
i'm thumbing my way back to heaven
counting steps, walking backwards on the road
i'm counting my way back to heaven
i can't be free with what's locked inside of me
if there was a key, you took it in your hand
there's no wrong or right, but i'm sure there's good and bad
the questions linger overhead
no matter how cold the winter, there's a springtime ahead
i'm thumbing my way back to heaven
i wish that i could hold you
thinking 'bout heaven
i let go of a rope, thinking that's what held me back
and in time i've realized, it's now wrapped around my neck
i can't see what's next, from this lonely overpass
hang my head and count my steps, as another car goes past
all the rusted signs we ignore throughout our lives
choosing the shiny ones instead
i turned my back, now there's no turning back."



Pearl Jam

22:00hrs p.s:acho que não preciso comentar não é mesmo?!=]

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010

ele me lembra alguém. .

Ele sentado ali com a cabeça baixa me lembrava alguém,
alguém cujo os sonhos estavam perdidos ,cuja a verdade virou mentira
ele trocou a noite pelo dia, 
eu olhava sua face e via seus olhos tão vazios de si mesmo
entediado com a sorte, entediado com a vida,
mesmo sem porque ele não conseguia entender que as pessoas ao seu redor
lhe queriam bem , mas mesmo assim  ele se culpava por não ter nenhum amigo
mas também não se permitia fazer novos amigos,
ele me lembrava alguém, alguém muito próximo de mim mesmo, eu não conseguia
identificar, seus olhos se confundiam com a direção do sol no rosto dele,
ele estava sem forças e eu queria ajudar,
mas ninguém pode ajudar alguém que não quer ser ajudado
talvez se insisti-se um pouco mas ele levantaria e diria eu consigo..
mas triste é vê-lo todos os dias assim , 
querendo perguntar se ta tudo bem mais não poder
Mais mesmo assim ele me lembrava alguém 
e esse alguém era eu...




22:43hrs

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Igual a você

"Eu sei que nós dois éramos bons amigos
Você conhecia meus medos escondidos
Eu guardava segredos proibidos
Estávamos ligados, comprometidos

Algumas vezes menti pra te proteger
Você me fez fugir quando o melhor era mesmo correr
Eu fazia você sorrir na hora exata de chorar
Você me ensinou a pedir quando eu insistia em mandar

Agora você tem novos amigos
Normal que um dia isso fosse acontecer
Só não me faça te odiar
Não me peça para esquecer
Não espere que eu seja igual a você
Igual a você"






Nenhum de Nós

domingo, 28 de novembro de 2010

Não é como nos livros.


Vivemos em um mundo estúpido e confuso. É como viver na escuridão tentando acertar o caminho sem enxergar. Ninguem tem as respostas pra tudo, mas todos continuam tentando. A unica coisa que sei, é que ninguem jamais sai ileso. Dizem que um raio normalmente não cai duas vezes no mesmo lugar. Sendo assim, per suarmos que seja uma coisa pra vida toda. E mesmo que pareça que o choque vem de novo e de novo, eventualmente a dor vai ir embora, o choque vai se dissipar. E você começa a se curar. A se recuperar de algo que nunca previu.Uma amiga bêbada uma vez me disse "você tem 5 minutos para mergulhar na tristeza profunda, aproveite, desfrute, descarte e siga em frente." Acho que só hoje entendo o que essa frase significa. Algumas coisas eu não posso entender, então deixo como estão. Já faz algum tempo que deixei de acreditar em justiça divina, salvação ou no melhor das pessoas, porque nada é como deveria ser. Não que eu não tenha fè, continuo acreditando que milagres as vezes podem acontecer, mas pra mim, se tratando desse mundo você pode me dizer que deposita toda sua fé em Deus para passar pelo dia, mas quando chega a hora de atravessar a rua, sei que olha para os dois lados. - Até chegar o dia em que tentamos ter demais vendendo fácil o que não tinha preço. Eu sei é tudo sem sentido, mas queria ter alguém com quem conversar, alguém que depois não use o que eu disse contra mim. Nada mais vai me ferir. É que eu já me acostumei com a estrada errada e com a minha própria lei (infelizmente).





p.s:a muito tempo querendo postar esse texto,porem sem tempo ate pra postar.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

"Vivo imaginando que 
de repente vão aparecer 
fadas ou gênios 
na minha frente
pra perguntar o que 
desejo".

((Caio F. Abreu))

Quando nada mais faz sentido..


Às vezes perdemos o pique, desanimamos ao ponto de parar para pensar se tudo que estamos fazendo vale à pena. Normalmente este tipo de pensamento vem à tona quando alguma coisa nos acontece. Alguma coisa não muito boa, óbvio. É aquele dia em que você só tem vontade de dormir o dia todo, não quer ver ninguém, falar então nem pensar. Acha que nunca mais vai ter vontade de escrever e que toda a sua essência mais bonita se perdeu no meio deste abismo sem volta. Amigos tentam te por pra cima, família tenta te por pra cima, mas você não consegue sair do lugar. Você grita por um acontecimento repentino bom, daqueles que te fazem acordar completamente quando está caindo de sono ou ficar sã na hora quando se está meio bêbada, mas nada acontece. Fica tentando entender o inexplicável, tentando achar respostas para afirmativas que jamais serão perguntas e clamando que tudo perdeu o sentido. E de fato perdeu, perdeu sim, perdeu o encanto. À partir daí se tem dois caminhos: O morrer em depressão achando que seu mundo acabou ou o de reconstruir sua vida, à seu modo, do seu jeito, da melhor forma contado com a força do destino que há de fazer com que depois de cada tempestade surja um sol. Ai vem a pergunta qual opção eu fico mesmo?droga...=/

sábado, 13 de novembro de 2010

Cherish

Revirando os arquivos confusos e desconexos dessa minha mente canceriana, reafirmo a importância de todos os silêncios, sorrisos e semi abraços.
Sempre são belas as nossas tardes em bancos sombreados daquela praça onde as crianças brincam enlouquecidas debaixo do sol escaldante. Apesar de não saber lidar direito com a necessidade da presença desse outro, que chega ao limite do questionamento e foge por completo do que talvez Freud ou Lacan pudessem explicar, devo dizer que muito me faz bem perceber que consegui algum tipo de conexão, pode-se assim dizer, com o teu universo, que tanto me enriquece. Talvez aqui coubesse perfeitamente um agradecimento clichê, daqueles carregados de promessas e urgências. Mas fico apenas com a demonstração implícita e talvez nem tão sutil de todo o meu estima, carinho e afeto.
Obrigada.







Depois de uma bela tarde de sabado durmindoo muito,bate a vontade de escrever...19:12

terça-feira, 2 de novembro de 2010

E o que estraga a vida??GENTE...


Eu vim com dois defeitos de fábrica: um cérebro pensante e sentimentos pulsantes. Não sei a quem culpar por esse erro, mas eu vejo, sinto, percebo, falo, escuto e, portanto, penso e tento não me enganar. O defeito não é defeituoso para mim, mas para quem se aproxima e eu até entendo as queixas, deve ser mesmo muito complicado me tolerar. Eu não sei ver uma injustiça e fingir que não vi. Eu não consigo sentir ou perceber a real intenção de alguém e seguir o jogo. Eu não consigo perceber e enlouquecer pensando que não era nada disso, não sou capaz de me iludir para tornar real a ilusão preguiçosa de alguém. E isso incomoda. Eu incomodo. Incomodo, como me incomoda o mundo em que vivemos. Mundo que, às vezes, me dá nojo. E o pior de sentir nojo desse mundo no qual vivo é não poder sequer me dar ao luxo de vomitar: alguém seria capaz de me pedir para limpar!
É isso mesmo, estou revoltado, Mas a culpa não é minha, é de um sistema que nos presenteia diariamente com doses de desesperança e realidade. Aliás, culpa. Vamos falar sobre ela… Há um bom tempo algumas psicologias de botequim, livros de auto-engano e papagaios da espécie humana que saem repetindo falas sem refletir, tentam te convencer de que você é o único responsável por tudo que lhe ocorrer, a culpa, dizem, será sempre sua. Isso seria verdade se cada um de nós vivesse isolado, em uma bolha de auto-suficiência, mas não, vivemos em sociedade, convivemos com o outro, com os outros. A nossa responsabilidade é administrar com maturidade e coragem o que fizerem conosco, incluindo o que nós mesmos nos proporcionamos, mas isso não isenta o outro da responsabilidade dele sobre nós.
Hoje, são feitas as perguntas erradas. Vou exagerar, mas como recurso retórico para ser compreendido (ou faltou à aula de farmacoterapia?). Se alguém leva um tiro as perguntas são: por que ele levou um tiro? mas por que ele não conferiu se essa pessoa não tinha uma arma antes de se aproximar dela? sabendo que estamos em um mundo tão violento, por que ele não andava 24 horas por dia com um colete à prova de balas? mas será que ele não mereceu levar um tiro? Poucos se lembram de buscar pela justiça, da punição do erro e da única pergunta que deveria ser feita: quem atirou já está preso?
A vítima hoje se tornou o vilão, ou pelo menos o culpado. Diante de toda injustiça e maldade alguns ainda querem te convencer de que você mereceu aquilo. Eu grito “NÃO!”. Alguém magoou seu coração? Querem te culpar por se permitir sofrer, querem te condenar por não ter o que eles julgam ser maturidade para lidar com a situação. Ninguém questiona o erro de quem te magoou, a imaturidade de quem causou dor em você, querem que você acredite que o erro, a culpa e a solução são responsabilidades suas e só suas. Se você reclama é dramático, histérico, exagerado, radical. O erro será apontado como sendo da reação, nunca como da ação que a provocou. É porque "é sua escolha sofrer", é porque "tinha que ser assim", são milhares de eufemismos e papéis de seda cobrindo um espelho, para evitar que eles vejam quem realmente são.
Estamos nos preocupando com as pessoas erradas, é essa a verdade. Não se preocupe com quem sempre parece a vitima, se preocupe com quem sempre parece o vilão. Não se preocupe com quem quer sempre ajudar os outros, se preocupe com quem sempre atrapalha. Não se preocupe com quem sempre chora de tristeza, se preocupe com quem sempre faz alguém chorar de tristeza. Não se preocupe com quem se emociona com tudo, se preocupe com quem não se emociona com nada, é para esses que você não vale nada, NADA.
O problema é que a humanidade pensou ter evoluído. Pseudo-intelectuais pensaram ter evoluído quando conseguiram nos convencer de que não existe pessoa perfeita. Eles estavam certos, não existem pessoas perfeitas, mas ainda existem pessoas boas e pessoas más. Não existe o perfeito, mas ainda existe o certo e o errado. O ideal é inalcançável, mas isso não significa que ele não deve ser buscado.
Melhor parar por aqui. Eu falo demais. Só acrescento que não perdi a esperança, mas perdi, por opção, a ilusão. Aprenda: esperança não é sinônimo de ilusão. Também não me tornei amarga, mas me permito a revolta, não a burra, a descolada da ação, mas a revolta necessária, a expressão do que me dói.
Mas, parei por hoje (repito, por hoje)! Pegue minha garantia e peça para trocarem alguma peça. Mas não se esqueça: se tirar minha fala, eu ainda escreverei, se tirar minha escrita, eu ainda pensarei, ainda lutarei pelo fim desse mundo sem sentido. Só não tire meu cérebro ou meus sentimentos. É que eu até aguento o mundo, mas não aguentaria ser você (não, não foi um elogio).



P.s:Queria entender alguns amigos,alguns que me restam....12:43hrs

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Pode ser que seja...

Talvez o amor não seja o que sonhei. Talvez o tempo não traga o que esperei. Talvez meu destino seja nunca ter. Talvez eu não seja a pessoa certa para você. Talvez eu também não seja a pessoa errada, e o nosso erro seja esse, só saber viver nos extremos. Talvez eu seja apenas esse vazio entre o que você quer e o que eu não posso ser. E de vazios ninguém vive. Vazios podem dolorosamente ocupar espaços, mas não preenchem almas que anseiam por um pouco mais. Ou talvez não seja nada disso. Talvez eu seja o amor da sua vida, mas não dessa vida. Talvez ainda haja magia, ainda haja verdade, e, por algum encanto, passe a tempestade e surja um arco-íris, trazendo o reconforto dos sonhos de criança. E talvez além do arco-íris, junto com um pote de ouro, exista um fim para tudo o que se sente sem não mais querer sentir. Talvez possa-se trocar toda a riqueza do tesouro por não se ter mais sentimentos, pensamentos, por alguém que não se pode alcançar. Talvez o prêmio para quem soube amar seja um dia não mais doer, todo amor que não era pra ser. Talvez.

"E, talvez, não seja assim tão fácil, talvez, assim seja melhor. E, talvez, cada um reme pra um lado, mas os mares que te cercam, talvez, sejam iguais aos meus e a gente segue em frente"



01/11/10


Estava pensando nessa frase:"Eu queria que nós pudessemos ser amigos.Engraçado.É a ultima coisa que eu quero"(House) e de repente me bate uma vontade louca de escrever tudo desabafar ja que não "tô" tendo coragem nem pegar no telefone,ta sendo complicado nao vou mentir,manter o celular o mais distante de mim.Ainda que em dias sem tempo quem sempre arranja tempo para aparecer é ela, a saudade. Em meio a corridas para cumprir horários, leituras dinâmicas para entregar tudo no prazo ela sempre chega trazendo a presença de dias que não voltam. A ciência avança e inventam solução para tudo ou quase tudo, mas ainda não tem um jeito de se voltar de fato ao passado e de se reviver nem que seja por um instante algum momento feliz. Eu trocaria qualquer dia do futuro por um minuto de novo ao lado de quem me rouba os pensamentos. Também não há nada que tenha sido inventado que nos faça viver no presente, estamos sempre presos em um tempo que não é o agora. Estamos no passado, na lembrança feliz, na tristeza ainda não superada ou esperançosos pelo futuro no qual tudo voltará a ser como no passado ou tudo será diferente do presente. Estamos até mesmo no futuro mais próximo aguardando o relógio marcar o fim do expediente para poder ser feliz na volta ao lar ou para aproveitar o fim de semana com os amigos. Nunca estamos no presente nem que seja desejando nunca esquecer o que se vive agora. Algumas vezes a gente queria mudar aquele momento em que tudo mudou, repetir aquele abraço, retribuir aquele beijo, dizer que amava e não sabia, dizer que sabia ou até dizer que amava e sabia, mas temia. Outro dia eu pedi que ele voltasse e durante mais um compromisso eu o vi de novo, à minha frente, lindo. Era ele, era eu, o tempo mesmo que por um instante o trouxe de volta. Mas aos nos olharmos, surpresos, mesmo que por segundos reconhecemos que a gente não mais se reconhecia. Era ele hoje, era eu hoje, e o que vivemos já estava no ontem, não éramos mais como antes e não adianta a gente voltar, pois o que havia não volta junto como que por mágica. O amor é como o sono em noite de insônia, se você não está atento e sonha junto no exato momento em que ele chega o tempo passa. Do mesmo jeito se você não está atento no momento em que alguém chega o tempo passa e te resta a solidão. Então se tem que aceitar que o lugar dos amores que não deram certo é na lembrança e não no futuro. Não na lembrança amarga das culpas e dos erros, mas na lembrança doce de quem te deu momentos felizes. E as lembranças acolhem o que chega ao fim no amor, pois o que termina no amor é o relacionamento e não o sentimento. A relação pode durar dias, meses ou anos e um dia acabar, mas o sentimento pode ser para sempre. Pode se continuar amando, mesmo sem mais ter, ver, ouvir, mas ainda se sentir. A lua minguante tímida intimida a confessar esse amor crescente que deixa a alma cheia de vontade de te ter na nova, nova vida que a gente teria se no céu alguma estrela cadente pudesse mesmo sonhos realizar. Então, lua, eu te digo que você estava sobre nós quando por segundos nós dois nos vimos de novo testemunhando que eu não mais vejo, não mais ouço, mas ainda sinto e amo, e no dia seguinte - e em todos os que se seguiram - chega a saudade, que tantas vezes é o sobrenome do amor, para me dar de volta o nosso tempo. Assim, confesso, sim, ainda quero você como o tempo não quer nada além de ser eterno. E eu sigo pensando em como seria se você estivesse aqui ou quem sabe se eu estivesse aí,mas as vezes eu penso em te chamar no msn,mandar alguma mensagem ou ate ligar pra dizer que foi especial que eu amei,mais ai cai logo a ficha que melhor deixar queto,devo nao estar fazendo bem mesmo,
melhor deixar o tempo andar e se precisar me procurar é Deus quem vai mandar.




Pensar que talvez se eu ainda guardasse em mim um pouco do que já fui,as coisas seriam quem sabe mais fáceis.Ou não. 01:35hrs








domingo, 31 de outubro de 2010

Eu não me entendo!!

Muitas vezes tenho vontade de sumir de vez, uma coisa que passa na mente, não falo mais em sumi desse mundo, mas em se afastar deste mundo, que ao mesmo tempo em que nos traz paz, também traz algum tipo de sofrimento, sofrer pelas pessoas, sofrer pelos problemas, por mais que nos desculpemos com alguém por alguma coisa que fizemos, as coisas mudam entre você e essa pessoa, talvez ela mesma queira isso, e mesmo implorando desculpas, não conseguimos agradar como queríamos, se nada disso adianta o que se fazer? Fugir? Sumir? Possibilidades que são descartadas ou não, mas que passam pela nossa cabeça, nossa será que alguém entende alguma coisa do que eu disse?
Acho que nunca vou conseguir respostas para minhas perguntas, as vezes nem eu me entendo, tento apenas pegar lá do começo e imaginar o que deu errado, e chega a doer quando as lembranças que foram dias muito bons, acabam sendo coisas simples, seu espaço e sua idéia daquilo que já foi uma fonte de ajuda, um ombro, se dissipam e tudo vira cinzas, pode ser um erro falar assim, mas não encontro outros adjetivos pra descrever o desmoronamento. Lutar é algo que não vale a pena, sofrer menos ainda, e brigar tampouco, a única coisa a se fazer é sentar e assistir a tudo em silêncio e deixar que a sorte decida por tudo, não é bom pra ninguém sentir que é humilhante, ou que está exagerando sem grande retorno, o melhor de tudo é o silêncio, mesmo assim dói mas, se aprende não? É como dizer que só você esperou demais e que no final quem perdeu demais foi você mesmo.
Eu não encontro nem um caminho onde possa andar, não posso nem sequer sonhar, mas ainda tenho esperanças q logo vai passar, e com o tempo só será uma lembrança, eu esquecerei como um sonho, que vai embora assim como vento. É só um sentimento que algum dia se vai, porque tudo tem um momento e também um final não é mesmo? Acho que não existe nada eterno e que um dia terá que acabar, e se nada me matou até agora, sei que com o tempo vai passar. Estamos todos voltados ao que a sorte, e a vida nos determinar, e ao que Deus decidir, assim será ou assim é.






Mesmo quando eu não mais estiver,lembre que me ouviu dizer o quanto eu importei e senti..

23:02hrs

Por que...

Pois é amigo ,
veja bem aonde a gente foi parar...

O afeto que eu sinto por você
não me deixa saber o que acontece
Que você insiste em achar
que sabe, onde eu erro ou acerto

Tudo bem que você ajudou a suicidar
um dos meus maiores amores...
os tantos outros, não
pois desconfiam de você

é bom acreditar mais no amor,
na verdade entre os gostos,
nas coisas boas da vida,
e do prazer de momentos sozinhos.....

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

No sofá da sala


Estranho, o gato subiu no sofá da sala, enquanto eu, sentada, com um caderno e uma caneta de tinta preta, procurava palavras insólitas, dissolvidas em pensamento, e que teimavam em escapar da minha mente. Repetia duas ou três vezes a mesma frase, senti um arrepio, quando olhei, o gato olhava pra mim. 
Sei lá, mas acho que são esses dias quentes, que me deixaram ingrata com as palavras, me fazendo dar voltas e voltas, estando eu, no mesmo lugar.

No sofá.

Sentada.

Calada.




Keity Renata


Era pra ter sido postado dia 27,mas por falta de tempo,nao deu...
00:36

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Nós somos únicos

Nós somos únicos com nós mesmos
Nós não nos importamos com mais ninguém
Bem, isso não será errado até nossos dias de sol pararem
É real, nós somos únicos
Você sabe que é verdade.
 
 
 
 
 
 

domingo, 24 de outubro de 2010

It's My Life






"....This ain't a song for the broken-hearted
No silent prayer for faith-departed
I ain't gonna be just a face in the crowd
You're gonna hear my voice
When I shout it out loud...."
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
22:12

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Without you (So Long)

It's been so long
since I've seen you.
And I miss your smile
and I miss your face,
'cause you haven't been around my place.
It's been so long
since I've seen you.
And I miss the smell of skin and your hair,
and the way you genuinely care
about me.
And I don't want these feelings to change.
I want our love to always remain, because
without you,
I wouldn't be the same.
Without you...
And I can't explain
How I feel inside,
Every time I try to tell you
My words always fall short,
But showin' you what you mean
to me.
And I can't explain
how I feel inside;
the way you mesmerize me,
and how you hypnotize me,
with your eyes.
With your eyes.
And I don't want these feelings to change.
I want our love to always remain, because
without you,
I wouldn't be the same.
So don't ever run away.
Here beside me is where you'll stay, because
without you,
I could not remain.
Without you...                                              

learning to see

Van Halen-Learning to see
 
 
 
 
"Lendo a escritura
Direto do evangelho
Nunca entendendo o que eles dizem....."

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Então vai..


A cada dia agradeço
Pela vida que levo
E se bate a agonia
Viro as costas desprezo
Olha quanta coisa você tem
Olha quanta gente te quer bem
Mesmo com tantos motivos na vida
Pra se orgulhar
Sempre te falta um pedaço
Uma coisa pra se buscar
Então vai
Mas não se esqueça do que você tem
Não se esqueça que eu te quero bem também



Keity Renata





10:56hrs

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Fases

Se o medo e a cobrança,tiram minha esperança
tento me lembrar de tudo que vivi,e o que tem por dentro, ninguém pode roubar;Descanso agora, pois os dias ruins todo mundo tem já jurei pra mim não desanimar e não ter mais pressa pois sei que o mundo vai girar,eu espero a minha vez.E eu não to aqui pra dizer o que é certo e errado acho que ninguém tá aqui pra viver em vão,então é pra valer à pena, ou melhor não,não nem sei mais..                                      Nós temos tempo para errar tempo de sobra pra perder e ganhar apenas mais uma fase e com o tempo,o tempo volta ao normal e põe tudo em seu lugar...                                                                                         aaah enfim                                                                                                                                                 

 Ohhh e eu estou... esperando até que o brilho se apague estou cercado por todo esse pavimento acho que vou circular enquanto espero meus medos secarem!!                                                                                                                                                                           Isso não é um momentinho bobo parece que não consigo segurá-la como quero,um momento como este algumas pessoas esperam a vida inteira por um momento assim e que no final as vezes nem sempre da certo.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Passa...


vez enquando a gente fica triste,neh?!
ou pior ainda,
sem saber sequer se está mesmo triste se você quer simplesmente a pessoa de volta.
Mas eu sei que isso passa,não sei quando,mais passa...
Que se está sendo assim é porque deve ser assim, e virá outro ciclo, depois.
Enquanto isso eu vou olhar os caminhos, o que tiver mais coração eu sigo.
Porque fé, quando não se tem, se inventa.
Mas isso…
Isso também passa!




Obs:Mais faz muita falta.

Porque pessoas se arrependem?!

 sempre que houver alternativas tenha cuidado,não opte pelo conveniente,pelo confortável, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso,opte por aquilo que faz o seu coração vibrar,opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as conseqüências,mais ta bom agora nao havera como voltar atras
Farei o possível para não amar demais as pessoas agora, sobretudo por causa das pessoas.Às vezes o amor que se dá pesa quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe.Eu tenho essa tendência geral para exagerar,e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo.
 
 
  unfortunately without you 22:29hrs

 

 

Triste época

...Ando de um lado pra outro, dentro de mim, as mãos abandonadas, pronta pra inventar uma tragédia russa, pronta pra criar um motivo que me acorde... horrível. Estou tão vaga, tinha vontade de fazer um embrulho de mim... 










Clarice Lispector

domingo, 17 de outubro de 2010

Los

"Eu encontrei quando não quis
Mais procurar o meu amor
E quanto levou foi pr'eu merecer
Antes um mês e eu já não sei


E até quem me vê lendo o jornal
Na fila do pão, sabe que eu te encontrei
E ninguém dirá que é tarde demais
Que é tão diferente assim
Do nosso amor a gente é que sabe, pequena


Ah vai!
Me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguém
Afim de te acompanhar
E se o caso for de ir à praia eu levo essa casa numa sacola..."










Infelizmente,não to conseguindo postar alguma coisa útil aqui... 15:35hr

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Nada nessa vida é por acaso!FATO!!!

Chico Xavier costumava ter em cima de sua cama uma placa escrita: Isso tambem passa! Então perguntaram a ele o porquê disso, ele disse que era para que quando estivesse passando por momentos ruins, se lembrar de que eles iriam embora, que iriam passar, e que ele estava vivendo isso por algum motivo. Mas essa placa também era para lembrá-lo de que quando estivesse muito feliz, não deveria deixar tudo para trás e se deixar levar, porque esses momentos também iriam passar e momentos difíceis viriam novamente. É exatamente disso que a vida é feita, momentos. Momentos que temos que passar, sendo bons ou não, para o nosso próprio aprendizado. Nunca esquecendo do mais importante: nada nessa vida é por acaso.








 22:22hs

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Aos importantes...

Gostaria que cada pessoa que me foi importante soubesse a forma que a tenho comigo, soubesse a forma do sentimento, respeito, admiração, aprendizado. Soubesse o tamanho da marca que cada um deles teve mas que por muitas vezes não consigo demonstrar como gostaria. Não porque não o queira fazer, muitas vezes, quando me lembro de alguma passagem da minha vida penso na hora o quanto gostaria de compartilhar minha lembrança com esse alguém, saber se ele se lembra de como foi, e dizer que aquele momento, mesmo que tenha sido tão breve, guardo pra sempre em minhas memórias, entre tantos outros que foram decisivos para quem hoje sou.
Queria que eles soubessem que estão nas histórias que conto, que se refletem em atitudes que tenho, em pensamentos, em sentimentos, e de alguns detalhes que eles podem nem se lembrar, que talvez eles nunca saibam que aquele momento me marcou para uma vida. O quanto é bom e importante tudo isso.
Não falo apenas das coisa boas, também lembro daqueles me deram problemas, que me criam barreiras e por vezes tentaram me prejudicar, e como hoje consigo rir de situações tão inusitadas que ao contrário de me prejudicar, me ajudaram a crescer, contribuíram me fazendo pensar em soluções, em lições do lado difícil da vida, onde tive que aprender a intensidade da palavra confiança, e entender que desconfiança não é sinal de desrespeito, mas sim de autodefesa.
Assim, com o tempo tive a certeza de que não importa o que se faça na vida, tudo volta para você ao seu tempo, de alguma forma, como os inúmeros pedidos de desculpas que deixei de fazer, que caráter é fundamental para se viver em paz consigo mesmo, e que amigos são fundamentais para determinar isso.
É ironicamente engraçado ver que me uso de exemplos tão cretinos para exemplificar a amigos situações, mostrando que até mesmo as pessoas mais cretinas tem um papel importante na vida, exemplificando o lado podre das pessoas, mostrando que no final raiva e o ódio podem ser substituídos por pena em várias situações. Mas isso tudo é possível por tantas outras boas histórias, muitas delas surpreendentes que me mostraram o valor que as pessoas podem ter e como várias vezes não devemos nos deixar levar pelo que parece ser, que bondade, honestidade, amor, amizade podem vir de onde não imaginamos. Quantos momentos me surpreenderam e me fizeram refletir na minha maneira de ver a vida, principalmente de saber viver a vida.
Mas no final as recordações boas superam as ruins, que toda boa histórias acaba em boas risadas, como isso tudo faz tão bem, e ainda se lembrar de momentos tão distantes surpreendendo-se por ainda ter essas recordações.
Bom seria mesmo se eu pudesse falar isso a todos que se fizeram importantes, juntando os momentos incríveis, mesmo aqueles que passaram tão brevemente e mesmo assim deixaram grandes marcas. Dizer àqueles que podem hoje pensar que estão distantes ou esquecidos, mas não fazem ideia do tamanho de sua importância, mesmo aqueles que ainda perto pareçam hoje distantes, e não tem a certeza do quanto eu os considero, e muito daqueles que hoje estão sempre por perto e presentes, mesmo esses não devem saber ao certo como eu os necessito e como sou grata por todos nossos bons e maus momentos.
Mas falar seria apenas uma maneira de informá-los, pois palavras não seriam suficientes para demonstrar o todo, e definir acabaria limitando tamanha importância. Prefiro então assim, como há de ser, como sempre foi, no meu jeito de agradecer, vivêndo-os.


By Keity Renata Batista

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Tímido

"Ser um tímido notório é uma contradição. O tímido tem horror a ser notado, quanto mais a ser notório. Se ficou notório por ser tímido, então tem que se explicar. Afinal, que retumbante timidez é essa, que atrai tanta atenção?
Se ficou notório apesar de ser tímido, talvez estivesse se enganando junto com os outros e sua timidez seja apenas um estratagema para ser notado. Tão secreto que nem ele sabe. É como no paradoxo psicanalítico, só alguém que se acha muito superior procura o analista para tratar um complexo de inferioridade, porque só ele acha que se sentir inferior é doença.                                                              Todo mundo é tímido, os que parecem mais tímidos são apenas os mais salientes. Defendo a tese de que ninguém é mais tímido do que o extrovertido. O extrovertido faz questão de chamar atenção para sua extroversão, assim ninguém descobre sua timidez.                                                                                                                                                        Já no notoriamente tímido a timidez que usa para disfarçar sua extroversão tem o tamanho de um carro alegórico. Daqueles que sempre quebram na concentração. Segundo minha tese, dentro de cada Elke Maravilha existe um tímido tentando se esconder e dentro de cada tímido existe um exibido gritando "Não me olhem! Não me olhem!" só para chamar a atenção.
O tímido nunca tem a menor dúvida de que, quando entra numa sala, todas as atenções se voltam para ele e para sua timidez espetacular. Se cochicham, é sobre ele. Se riem, é dele. Mentalmente, o tímido nunca entra num lugar. Explode no lugar, mesmo que chegue com a maciez estudada de uma noviça. Para o tímido, não apenas todo mundo mas o próprio destino não pensa em outra coisa a não ser nele e no que pode fazer para embaraçá-lo.                                                                                                                                                                        O tímido vive acossado pela catástrofe possível. Vai tropeçar e cair e levar junto a anfitriã. Vai ser acusado do que não fez, vai descobrir que estava com a barguia aberta o tempo todo.
E tem certeza de que cedo ou tarde vai acontecer o que o tímido mais teme, o que tira o seu sono e apavora os seus dias:

alguém vai lhe passar a palavra."
[Luiz Fernando Veríssimo]




p.s:Sem resenhas hoje,10:33hs,

domingo, 10 de outubro de 2010

Mais que a keity Renata...

Eu me acho uma pessoa até com sorte, pois quando eu tenho alguma dúvida ou insegurança sempre recebo um sinal para direcionar meu caminho, e eu já desisti de tentar explicar isso com "racionalidade" então numa madrugada de angústia recebi um recado que me deu uma força muito grande, palavras que eu não esperava escutar de quem escutei, e isso me incentivou a acreditar em mim. Por mais que outras pessoas me falam isso, sabe quando algo palavras tocam muito mais profundamente do que a gente espera e traz a tona uma força inimaginável, foi bem assim essa noite, só chorei um pouco,ta legal chorei muito,acho que o choro foi só um motivo pra desabafar jogar tudo pra fora,tudo que tava preso dentro de mim que não suportava mais...
Qual o lado ruim disso? Situações chatas essas coisas... na verdade nem lembro ao certo o que eu respondi direito ontem o álcool atrapalho um pouco, sei que não tem muito lado ruim não, mas existe algo que é ruim para todos e tem reflexo pra mim também para um julgamento.
Depois de pensar um pouco melhor vi que ainda muitas vezes esbarro com esse problema na minha vida e na de muitas pessoas, como julgamos alguém e porque o fazemos isso.
Às vezes alguém pensa que você é a melhor pessoa do mudo, e você não é, como pode pensar que seja a pior de todas elas, e não o é também mas se preocupar com isso é um grande desgaste. A personagem “Drª. keity" é sempre julgada e eu acho isso muito legal, gostam, não gostam, opinião, agridem, ajuda, incentivam, ou nem ligam, assim como na vida julgamos muitas pessoas ao nosso redor, eu tô julgando pessoas o tempo todo, atitudes, palavras, ações, até mesmo as pessoas que eu não julgava importantes só pelo fato de ter meu tempo de pensamento sobre elas as tornam importantes e temos que acabar aceitando isso, pois quem é às vezes não é claramente o que as pessoas interpretam, e para as outras pessoas somos suas interpretações.
E depois de tudo o que aconteceu essa semana,pra começa não divia não ter existido,so uma dose de cerveja e jogar a conversa fora com os amigos,pra tentar esquecer um pouco dessa vida de adulto de merda que não agüento mais essa tal de responsabilidades.

E hoje eu tenho certeza, que a minha felicidade só depende de mim mesma.





Postado num domingo que deveria ser chamado de tedio..15:35hs


sábado, 9 de outubro de 2010

Um certo tedio no sabado


Tempo..
Há momentos em que não há nada a se fazer, e resta o esperar... Não entendo as questões do tempo, mas não duvido do seu poder. Ainda não sei se é o tempo que muda as pessoas ou as pessoas que mudam ao passar do tempo.                                             
Não importa quanto tempo passe e algumas coisas pareçam iguais, elas não são, elas apenas parecem, assim como quando parece que o tempo não passa, mas o tempo já passou.O tempo é relativo, depende de como dependemos dele.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Ta mais quem falou?!


Ta,mais quem falou?

É muito fácil quando se descobre que alguém falou mal de você ficar com raiva e já pensar em uma maneira de "dar o troco" ou "tirar a história a limpo", criando um sentimento de vingança e indignação estando de cabeça quente.
Difícil é conseguir pensar como é a pessoa que falou, como é a vida dela, quais os valores dela, porque ela disse o que disse, quais as razões dela em se preocupar com algo da vida alheia e quem de fato são os tipos de pessoas que levam a sério o que ela fala.
Na maioria das vezes, quando se pára para pensar num troço desses, dá vontade é de chorar de pena, dá vontade de sentar com a pessoa e conversar.

Dizer a ela que a vida é muito, mas muito mais do que isso.


11:34hs


quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Música

Meio Fio-Rita Lee

"Mas sigo meu destino
num yellow submarino
Acendo a luz que me conduz
E os deuses me convidam
Para dançar no meio fio
Entre o que tenho e o que tenho que perder
Pois se sou só
É só flutuando no vazio
Vou dando voz ao ar que recebe"




quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Carência


E eu vivo no mundo de ilusões, sim eu vivo e até gosto. Não sei como começei a escrever isso aqui. Coisas me irritam e preciso de verdade, de forma que sei que não importa o que se fala, muitos continuam a desembestar por aí. Adoro romantismo não minto, mas não esses melodramas baratos que vejo aos montes. Esses apegos superficiais, essas palavras trocadas de todas as maneiras sem impregnar elas com sentimento com profundidade. Essa carência não saciada à espera de qualquer gesto ou palavra vazia.As vezes e tenso de  ficar so na carencia sem um abraço de uma pessoa que vc quer muito mais da pra aguenta é dificil mais dá.Gosto de sentir uma fome ainda não saciada, embora a cada dia queira sentir menos, mas é fome, não de carência e sim de mais vida. Quero reciprocidade em gestos, olhares, palavras, cuidados, ciúmes, coisas de filme, porque não? Aliás, filmes são ilusões, a vida em si é uma grande ilusão, um circo, ao menos divertido. E nós palhaços, com facetas diferentes caindo no riso e no choro, mas sempre com aquela pitada de alegria e entusiasmo que disperta qualquer tristeza que aparece.E eu como uma boa palhaça que sou, quero a gargalhada estupenda que um palhaço pode dar, marcando a cara com expressões e causando o riso da multidão. Mas, quero e como quero aquele riso sincero que faz chorar. Aquela palavra que sai de dentro e é como um sussurro quente, um aconchego. Quero e não me privo de querer. Tudo isso vem de dentro e não de fora. Tudo isso é sopro de vida, é sonho. Tudo isso é o que torna a grande ilusão da vida uma vida mais real, pelo menos o que acho,ou to achando no momento,ah quer saber posso esta escrevendo coisas desnecessárias aqui,melhor fiz algo desnecessário..bom pensando bem não,precisava de algo pra desabafar,mesmo que não tenha seguidores e comentários aqui,não vou sofrer um ataque de nervos se eu não tiver nada no dia seguinte...E irei passar por aqui nem que seja pra escrever um foda-se (tipo no twitter) pra marcar presença....
 Keity Renata às 23:09