sexta-feira, 29 de outubro de 2010

No sofá da sala


Estranho, o gato subiu no sofá da sala, enquanto eu, sentada, com um caderno e uma caneta de tinta preta, procurava palavras insólitas, dissolvidas em pensamento, e que teimavam em escapar da minha mente. Repetia duas ou três vezes a mesma frase, senti um arrepio, quando olhei, o gato olhava pra mim. 
Sei lá, mas acho que são esses dias quentes, que me deixaram ingrata com as palavras, me fazendo dar voltas e voltas, estando eu, no mesmo lugar.

No sofá.

Sentada.

Calada.




Keity Renata


Era pra ter sido postado dia 27,mas por falta de tempo,nao deu...
00:36

Nenhum comentário:

Postar um comentário